Novo curso de extensão pela CCE na PUC-Rio: “Escrever Resistências”

Curso ministrado às quintas-feiras a partir do mês de março, das 19h às 22h:

Prazo de inscrição: 20 de fevereiro

Março: 1, 8, 15, 22

Abril: 5, 12, 19, 26

Maio: 3, 10

Escrever Resistências

Profs. Aline Leal, Mayumi Aibe, Rafael Meire e Natalie Araujo

Como será possível viver em um mundo que já não oferece contornos previsíveis e definições estáveis, ao contrário do que acontecia na modernidade?

Se grandes conflitos assolaram o século XX, atualmente os confrontos demandam outros tipos de luta e resistência, redesenhando os campos de enfrentamento. Nesse contexto, vemos crescer o número de grupos minoritários reivindicando voz e espaço, dando visibilidade a opressões historicamente abafadas.

Este curso pretende atravessar algumas questões contemporâneas que se associam a experiências de resistência, sobretudo em produções artísticas. A proposta é pensar o ato de resistir não somente como reação, mas como força criativa e catalisadora de novos arranjos sociais.

Quatro pesquisadores propõem discutir esta questão a partir dos seguintes eixos temáticos: as questões de gênero e os feminismos; as ocupações e as reivindicações espaciais; as políticas dos afetos e os modos de vida; a memória nos resíduos ínfimos e nos silêncios herdados. Essas questões serão pensadas a partir de abordagens filosóficas, literárias, artísticas, documentais e experimentais dos acontecimentos, das temporalidades, dos espaços compartilhados, buscando-se vislumbrar novas possibilidades de (con)vivência.

Ao final do curso, os alunos produzirão seus próprios exercícios de resistência — com ensaios, textos ficcionais, poéticos, performances e/ou de objetos artísticos — a partir das reflexões suscitadas durante as aulas.

Público-alvo:

Pessoas interessadas em experiências artísticas contemporâneas, sejam literárias, visuais ou performáticas, associadas a movimentos de resistência.

Pessoas interessadas em pensar e produzir movimentos de resistência na contemporaneidade.

Pré-requisitos: Sem pré-requisitos

Palavras-chave:

– Identidades em disputa;

– Representatividade e poder;

– Políticas e modos de vida;

– Ocupação e criação de espaços possíveis;

– Memória, silêncio e discurso.

Programa

MÓDULO 1 – As ocupações e as reivindicações espaciais

FOUCAULT, Michel. “Outros espaços – heterotopias”. In: Ditos e escritos, vol. 3. Trad. Inês A. D. Barbosa. Rio de Janeiro/São Paulo: Forense, 2001

ROLNIK, Suely. “Geopolítica da cafetinagem”. Disponível em http://www.pucsp.br/nucleodesubjetividade/Textos/SUELY/Geopolitica.pdf

MÓDULO 2 – As políticas dos afetos e os modos de vida

GIORGI, Gabriel. Formas comuns: animalidade, literatura, biopolítica. Trad. Carlos Nougué. Rio de Janeiro: Rocco, 2016.

DELEUZE, Gilles. “Bartleby, ou a fórmula”. In: Crítica e clínica. Trad. Peter Pál Pelbart. São Paulo: Ed. 34, 1997.

MÓDULO 3 – As questões de gênero e os feminismos

BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo – volume 1; fatos e mitos. Trad. Sérgio Milliet. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2016.

PRECIADO, Paul B. Manifesto contrassexual  práticas subversivas de identidade sexual. Trad. Maria Paula Gurgel Ribeiro. São Paulo: n-1 edições, 2017.

MÓDULO 4 – A memória nos resíduos e nos silêncios herdados

GAGNEBIN, Jeanne Marie. “Palavras para Hurbinek”. In: NESTROVSKI, Arthur; SELIGMANN-SILVA, Márcio (orgs.). Catástrofe e representação. São Paulo: Escuta, 2000.

OHNUKI-TIERNEY, Emiko. “Pátria e morte: Notas e correspondências deixadas por kamikazes japoneses na Segunda Guerra Mundial”. Disponível em http://piaui.folha.uol.com.br/materia/patria-e-morte/.

“Apelo” (2014), vídeo produzido pela artista Clara Ianni, em parceria com Débora Maria da Silva.

Mais informações no link abaixo:

 http://www.cce.puc-rio.br/sitecce/website/website.dll/folder?nCurso=escrever-resistencias&nInst=cce)

Compartilhar
Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Print this pageEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *